Holanda: lixo separado e pago

Fora dos grandes centros holandeses é obrigatório não só separar o lixo orgânico do inorgânico (em contêineres do lado de fora da casa) mas também todo o papel e jornal (recolhido a cada 15 dias) e fraldas descartáveis, sejam as de bebê ou geriátricas. Parece muito trabalho de triagem, mas não é não. Além do mais, como o lixo de cada domicilio é pesado e deve ser pago por quilo a cada três meses, é muito melhor separar as fraldas e jogar nos contêineres para serem recicladas, pois pesa menos no bolso no fim de cada trimestre.

 

Funciona assim: todas as fraldas usadas devem ser enroladas e depositadas em lixeiras especiais forradas com sacos da fabrica Knowaste recycling. Eu compro rolinhos de saco a 1 euro na prefeitura e duram meses. Sempre que a lixeira (que tem um sistema especial de fechamento para evitar o mau cheiro) está cheia, o saco é retirado e levado para ser jogado em enormes contêineres num terreno que pertence a prefeitura aqui da região. Os contêineres de todas as pequenas cidades holandesas são esvaziados por caminhões da Knowaste e levado para a sede da fabrica em Arnhem.

 

Esta fábrica é a maior do planeta (5mil m²) e referência mundial tratando-se em termos de reciclagem de fraldas descartáveis. Com o comando de um clique humano num botão toda a fábrica é posta para funcionar automaticamente (50 mil fraldas são processadas por hora). Os números impressionam. Cada criança usa cerca de 5 a 6 mil fraldas até aprender a controlar suas necessidades. Por ano, nascem 200 mil crianças na Holanda, como consequência produzindo muitas fraldas sujas.

 

Alguns números da economia feita com a reciclagem de fraldas:

 

- 8.700 litros de agua por 200 quilos de fraldas usadas

 

- 145 gás cubico por mil quilos de fraldas usadas

 

-Cada hora que a fábrica Knowaste opera salva cerca de 30 arvores

 

Ficou curioso e quer saber mais ? Visite o site da empresa: www.knowaste.com