Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) Compacta AgE com remoção de nutrientes

A Estação de Tratamento de Efluentes Compacta com remoção biológica de nutrientes (ETE - RBN) projetada pela AgE será, em breve, instalada na região portuária de Itajaí/SC. A vazão de projeto é de 30 m³/dia e a estação é destinada ao tratamento dos efluentes provenientes dos sanitários, das áreas administrativas e do restaurante de funcionários do Terminal Portuário Frigorificado localizado na região.

Com foco principal na conservação dos recursos hídricos, a ETE foi dimensionada de acordo com os padrões estabelecidos de lançamento de efluentes em corpos receptores. O objetivo é atender a legislação estadual representada pelo decreto nº 14.250, de 5 de junho de 1981. O projeto tem como meta não apenas reduzir a carga orgânica do efluente, mas também prioriza a remoção dos nutrientes, principalmete o nitrogênio e o fósforo.

A estação compacta com remoção de nutrientes compreende os seguintes tratamentos unitários:

Linha Efluente: Tanque de equalização, seguido do processo de lodos ativados de cinco estágios (para remoção da carga orgânica, nitrogênio e fósforo), decantador secundário e desinfecção do efluente final através de UV.

Linha sólidos: tanque de acúmulo de lodo biológico, adensamento do lodo em decanter centrífuga e caçamba para acúmulo dos sólidos desaguados.

 

 

 

Fonte: AgEtec 13/04/2010